01/06 – Marcha das Vadias Uberaba (MG)

mv_uberaba

Data: 01/06 – Sábado

Horário: 8h30

Local: Centro Administrativo da UFTM – Av. Frei Paulino, 30 – Abadia

“Em Uberaba a situação é grave e preocupante – Recentemente, no dia 15 de maio de 2013 foi encontradado o corpo de uma mulher morta no bairro Universitário. A vítima foi estuprada e depois apedrejada. Uma testemunha a viu discutindo com um homem nas imediações na madrugada do mesmo dia (fonte: Jornal de Uberaba).

Segundo a Polícia Civil de Uberaba, em 2012 foram 3.088 denuncias de violência contra a mulher.
*Já no Centro de Referência à Mulher Vítima de Violência foram registrados 2627 vítimas em 2012.
*Houve um aumento de 85% de denuncias de violência contra a mulher nos últimos 3 anos.
*Em 80% dos casos em Uberaba de violência contra a mulher, é retirada a queixa, os motivos apontados da retirada da queixa é (Segundo a assistente social Zélia de Oliveira Barbosa) pela mulher e seus filhos serem ameaçados de morte pelo companheiro/ex-companheiro, ou (segundo a Delegada Ludmila Perfeito) pela dependência emocional.
*40% dos crimes são praticados pelo marido ou companheiro da vítima com tempo de convivência superior a dez anos na maioria dos casos
*O agressor, segundo dados da polícia, tem entre 35 e 50 anos, ensino fundamental incompleto e já sofreu algum tipo de violência quando criança.
*A maioria dos casos acontece nos finais de semana e a violência é gerada pelo consumo em excesso de bebida alcoólica.
*Em 2011, 7 mulheres foram mortas, vítimas de violência doméstica, em 2012 foram 6.
*Dia 3 de Janeiro de 2013 tivemos a primeira morte causada por violência contra a mulher, o autor era seu ex-marido, que após disparar tiros na vítima, tentou se matar.

*(Dados: Polícia Civil de Uberaba)

A Marcha das Vadias de Uberaba defenderá:

* o direito de ir e vir e o direito de existir sem ser vítima da violência.

* atendimento de qualidade pelo SUS para todas as pessoas que sofrem violência sexual.

* acesso sem burocracia ou protelação ao aborto pelo SUS quando as gravidezes são consequência de um estupro e se esta for a decisão da mulher.

* implementação efetiva da Lei Maria da Penha.

* melhorias nas Delegacias Especiais de Atendimento às Mulheres (DEAMs) – em Uberaba situada na rua Segismundo Mendes, 201 – Bairro Centro-Uberaba/MG – Tel.: (34) 3312-8469

* qualificação das delegacias não especializadas para atender vítimas de violência sexual e doméstica, com capacitação de agentes da segurança pública sobre diversidade sexual.

Contatos para a imprensa:

Ricardo Rodrigues – ricardo.dprod@bol.com.br – (34)9181-5103

Organização:

XXXIII Encontro Regional dos Estudantes de Serviço Social – Região IV (ERESS)
C.A. XV de Maio (discentes de Serviço Social da Universidade Federal do Triângulo Mineiro [UFTM])”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s