Novembro/Dezembro 2013 – Campanha: 16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres (SP)

 

No Brasil, na prática, a Campanha é antecipada para 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra, da qual participamos em São Paulo também. Na verdade são 20 dias de ativismo incorporando ações de combate à violência contra mulheres negras e contra o racismo.

 

Com o chamado à ação acima, a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres se junta, à Campanha engrossando as atividades a partir de 25 de Novembro – Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres.

 

O objetivo principal dos 16 Dias de ativismo é que se promovam ações que estimulem um maior compromisso social por parte da sociedade e dos Estados “para prevenir, punir e erradicar a violência contra mulheres e meninas”. Integrada à campanha mundial das Nações Unidas “Diga NÃO para a violência contra as mulheres, a Campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é realizada em 130 países simultaneamente.

 

No Brasil temos a Lei Maria da Penha que completou 7 anos! Muitas conquistas e muitos desafios ainda temos a vencer.

Um pouco de História sobre a data:

25 de novembro, é o dia Latinoamericano e Caribenho de combate à Violência contra a Mulher. O dia foi instituído como tal no Primeiro Encontro Feminista Latino-americano e caribenho, realizado em 1981, na Colômbia em homenagem às três irmãs Mirabal: Pátria, Minerva e Maria Tereza – , ativistas políticas, brutalmente assassinadas no dia 25 de novembro em 1960, na República Dominicana.

Muito queridas pelo povo que resistia, as três irmãs cresceram em Salcedo, República Dominicana. Quando o ditador Rafael Trujillo chegou ao poder, a família das irmãs perdeu a casa e tudo que possuíam. As irmãs formaram um grupo de oposição ao regime se tornando conhecidas como “Las Mariposas”.

Trujillo decidiu acabar com “Las Mariposas” e, em 25 de novembro de 1960, as três irmãs foram apunhaladas e estranguladas. O assassinato causou grande comoção na República Dominicana. Esta reação contribuiu no despertar da consciência do povo, e culminou no assassinato do ditador em 1961.

Em 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou que 25 de novembro é o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher, em homenagem às irmãs Mirabal. Assim, uma resolução das Nações Unidas – ONU – é assinada, declarando 25 de novembro o Dia Internacional da Não-Violência Contra as Mulheres.


PROGRAMAÇÃO:

* Filme: 4 Minas 
Bate-papo: Elisa Gargiulo, documentarista, cinegrafista, editora de vídeo, compositora e militante feminista, tem se dedicado ao tema da comunicação, da tecnologia musical e dos estudos de gênero; Phamela Godoy, Coordenadora-Adjunta de políticas LGBT de São Paulo e Anna Paula Vencato, Assessora LBT da SMPM.
Data: 28/11, quinta-feira, às 15h. 
Local: Biblioteca Monteiro Lobato – Rua General Jardim, 485 – Vila Buarque.

 

* Oficina Feminista de Introdução as Tecnologias Audiovisuais: Empoderamento e Criatividade 
Com: Elisa Gargiulo, documentarista, cinegrafista, editora de vídeo, compositora e militante feminista, tem se dedicado ao tema da comunicação, da tecnologia musical e dos estudos de gênero.
Data: 01/12, domingo, das 14h às 17h 
Local: Galeria Olido – Avenida São João, 473. 
Inscrição:  smpm@prefeitura.sp.gov.br
Número de vagas: 20 (prioridade para o público LBT)

 

* Filme: Elvis e Madona 
Bate-papo: Márcia Rocha, Travesti, advogada integrante da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da OAB/SP e Anna Paula Vencato, Assessora LBT da SMPM
Data: 04/12, quarta-feira, às 15h. 

Local: Biblioteca Monteiro Lobato – Rua General Jardim, 485, Vila Buarque


* Seminário de Políticas de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Mulher no Serviço de Saúde (em especial a segunda mesa, do dia 27/11)
Local: Faculdade de Saúde Pública (Auditório João Yunes) – Av. Doutor Arnaldo, 715 – Clínicas 

Data: 26/11, terça-feira, às 13h30
Inscrições:  www.fsp.usp.br/eventos (a partir do dia 18/11)

Mesa de abertura: Denise Motta Dau, Secretária Municipal de Políticas para as Mulheres; Marianne Pinotti, Secretária Municipal da Pessoa Com Deficiência e Mobilidade Reduzida; José de Filippi Júnior, Secretário Municipal de Saúde ou Cecília Tomiko Nobumoto, Coordenadora da Área Técnica de Saúde da Mulher; Matilde Ribeiro, Secretária Adjunta da Secretaria Municipal de Políticas de Igualdade Racial; Simone Grilo Diniz, representante do Departamento de Saúde Materno Infantil da Faculdade de Saúde Pública – USP; Representante da Área Técnica de Saúde da Mulher do Ministério da Saúde. 

 
Mesa 1: “Avanços e Obstáculos ao atendimento à violência doméstica e sexual na área de saúde”; 
Com Valdirene Gomes, socióloga e Coordenadora de Enfrentamento à Violência Doméstica da SMPM; Ana Flávia Pires Lucas d´Oliveira, docente da Faculdade de Medicina da Universidade São Paulo, atuando com violência de gênero, saúde da mulher e atenção primária; Jefferson Drezett, diretor técnico do Núcleo de Programas Especiais – Serviço de Violência Sexual e Aborto Legal do Hospital Pérola Byington; Ivone Assis, representante da Rede Leste de enfrentamento à violência. 

 Mesa 2: Desafios para o atendimento ao Aborto Legal nos Serviços de Saúde 
Com Ana Lucia Cavalcanti, Assessora de Saúde da SMPM; Osmar Ribeiro Colas, professor da UNIFESP – Casa Saúde da Mulher Prof. Domingos Delacio – UNIFESP; Cecília Nobumoto, Coordenadora da Área Técnica de Saúde da Mulher; Rosangela Talib, psicóloga e mestre em Ciências da Religião pela UMESP. Coordena o Projeto “Aborto Legal nos hospitais públicos” na ONG feminista Católicas pelo Direito de Decidir.

Data: 27/11, quarta-feira, às 14h 

Local: Faculdade de Saúde Pública (Auditório João Yunes) – Av. Doutor Arnaldo, 715 – Clínicas 
Mesa 1: “Violência obstétrica e violência institucional” 
Com Maria Lucia da Silveira, Assessora de Ações Temáticas da SMPM; Simoni Grilo Diniz, Departamento de Saúde Materno Infantil da Faculdade de Saúde Pública – USP; Jacqueline Brigagão, professora do Curso de Obstetrícia da USP Leste; Marcilene Garcia de Souza, SMPIR. 

Mesa 2: Discriminação e violência contra mulheres negras, mulheres com Deficiência, Lésbicas e Idosas. Como identificar e acolher nos serviços de saúde? 

Com Márcia Valéria Pereira, psicóloga e Coordenadora da Casa da Helenira / SMPM, Marianne Pinotti, Secretária Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida; Guiomar Lopes, Coordenadora do Idoso / SMDHC; Maria do Carmo Sales, Comitê da Saúde da População Negra, Ministério da Saúde; Anna Paula Vencato, Assessora LBT / SMPM; Dora Simões, IBDC Ativismo do Movimento de Mulheres com Deficiência e LGBT.

(+) INFORMAÇÕES: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/politicas_para_as_mulheres/noticias/?p=159833

Um comentário em “Novembro/Dezembro 2013 – Campanha: 16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres (SP)

  1. Peço licença e encaminho o link do DOCUMENTÁRIO: A DOR ALÉM DO PARTO

    Documentário em vídeo apresentado como meu trabalho de conclusão do curso de direito na Universidade Católica de Brasília, que estou divulgando.
    Você sabe o que é violência obstétrica? 1 em cada 4 mulheres é vítima de violência durante o atendimento ao parto no Brasil. Apesar dos números, o ordenamento jurídico permanece omisso e a população desconhece o tema. Se informe!

    SINOPSE: A violência obstétrica é uma grave violação aos direitos mais básicos da mulher parturiente, dessa forma, o objetivo primordial deste documentário é servir como veículo de informação e denúncia, constituindo-se num importante instrumento de conscientização dos profissionais do direito e da saúde, assim como das mulheres que pretendem ser mães. Evidencia-se a realidade do parto e nascimento no Brasil através de depoimentos de mulheres vítimas de violência no parto e averígua-se as implicações jurídicas que o assunto possui, bem como as consequências para a vida da mãe e do bebê.

    Produção: Letícia Campos Guedes, Amanda Rizério, Nathália Machado Couto e Raísa Cruz. Edição: Léo Preto. Imagens das Entrevistas: Rodrigo Sanches. Narração: Priscilla Peixoto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s