20/11 – Programação Dia da Consciência Negra na Casa das Rosas [SP]

Dia da Consciência Negra

Casa das Rosas homenageia com oficinas, exibição de filme, palestra e sarau
No dia 20 de novembro, das 10h às 19h, a Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, instituição da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, administrada pela POIESIS Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura realiza evento especial em homenagem ao Dia da Consciência Negra.
Para refletir sobre a importância desta data, o público será convidado a participar de uma série de atividades gratuitas ao longo do dia na Casa das Rosas. Confira a programação completa:
Das 10 às 11h
Oficina: Percussão no Mundo: Exposição e vivencia
O percursionista Caio Ignácio ministra esta oficina com o objetivo de proporcionar aos participantes uma oportunidade de conhecer e aprender a valorizar a pluralidade sociocultural de outros povos e nações. De entrar em contato com outras culturas e suas manifestações artísticas, além de promover um enriquecimento cultural, ampliando o repertorio musical.
Das 11 às 12h
Exibição do filme “Dança das Cabaças – Exu no Brasil”
Dirigido por Kiko Dinucci, o filme passa pelas diversas vertentes das religiões afrodescendentes, dos candomblés (de tradição Nagô, Gege, Bantu), Tambor de Mina, passando pela Umbanda e Quimbanda. Dança das Cabaças-Exu no Brasil conta com participações de Sacerdotes e estudiosos.
Das 14 às 15h
Oficina: Sobre Vivências Populares Moçambicanas
As vivências abordadas nesta oficina, pelos músicos Lenna Bahule e Gabriel Draetta, não são mais do que a herança de ensinamentos de rua, populares que foram passados de geração em geração. São vivências marcadas pelo convívio comunitário onde os participantes terão a experiência de conhecer e aprender os jogos e danças e seus respectivos ritmos e cantos, através da música corporal (percussão + canto + movimento), permitindo aprofundar a consciência sobre a musicalidade por detrás destas vivências. Estando a maioria das atividades em línguas locais Moçambicanas (changane, xitswa, etc), os participantes irão aprender as palavras, e seus significados, conhecendo assim, novas fonéticas.
Das 16h às 17h30
Palestra: A África e suas reciprocidades
A palestra do professor de antropologia da PUC-SP, Acácio Almeida e membro do conselho diretivo da Casa das Áfricas, marca vinte anos depois da euforia do bem sucedido single “We are the world” em “benefício” das vitimas da fome na África, o mundo volta-se novamente para o continente africano. Crescem os programas de ajuda humanitária e a esperança de ver resolvida, pelo menos em parte, as dores humanas. Crescem também os esforços para que o mundo daqueles que querem ajudar conheça a outra África. A África não-oficial, a África das economias vernaculares, das solidariedades e das reciprocidades, elementos primordiais na construção da paz duradoura.
Crescem os esforços para que os mundos (africano e não-africano), em um só mundo, vejam nas reciprocidades uma esperança para que as ajudas não representem apenas uma vontade de dominação e arrogância e sim o mais profundo reconhecimento de que o remédio do homem é o homem. A África é uma escola para todos nós que acreditamos que um outro mundo é possível e a alerta para que saibamos que aquilo que acontecer com os africanos, acontecerá irremediavelmente com todos nós.
Das 18h às 19h
Saraokê
Neste Saraokê, apresentado pelo poeta e radialista Carlos Galdino e com a participação da banda El Jazzira Orkestra em vez de cantar, o público recita poemas com um fundo musical criado na hora pelos músicos convidados. É uma ousada e divertida experiência de improvisação coletiva. Nenhum verso sairá como chegou e nenhum poeta também.
19h
Cortejo afro do Grupo Cangarussu
O Cortejo afro do Grupo Cangarussu é uma intervenção de música e dança que reúne diversos artistas em uma performance forte e contagiante em que são tocados e dançados de maneira autêntica distintos ritmos, por exemplo, funk, samba reggae, samba afro, salsa, sabar, afoxé, maracatu, entre outros.

Mamelucos, cafusos, negros, índios, filhos e netos da América Latina. Esses são alguns dos traços que marcam o Grupo Cangarussu e inspiram suas pesquisas e criações autorais, provenientes da troca de saberes entre seus integrantes e pesquisadores convidados. Expressam-se através da música, dança, canto, interpretação e interação com o público e ambiente.

Dia da Consciência Negra
20 de novembro das 10h às 19h
Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Avenida Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô.
Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 22h;
Domingos e feriados, das 10h às 18h.
Convênio com o estacionamento Patropi: Alameda Santos, 74.
Tel.: (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447.
Site: http://www.casadasrosas.org.br
Twitter: http://www.twitter.com/casadasrosas
Facebook: http://www.facebook.com/casadasrosas
Instagram: http://www.instagram.com/casadasrosas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s