Arquivo da categoria: formação

06/09 (SP) – GÊNERO EM QUESTÃO: Feminismo e Lesbianidade nas Periferias Paulistanas

 

A Biblioteca Temática em Direitos Humanos do Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes inicia no mês de setembro o Ciclo de Roda de Conversas “Gênero em Questão”, com participação especial do Coletivo Juntas na Luta.

O projeto é voltado para a reflexão e produção literária e artística das relações de gênero, em especial na condição de jovens, homens e mulheres na periferia da cidade de São Paulo.

A primeira Roda de Conversa tratará do tema “Gênero em Questão: Feminismo e Lesbianidade nas Periferias Paulistas”. As rodas serão mediadas por militantes e por especialistas nos temas, abrindo espaços para reflexão, diálogo e aprofundamento da temática debatida. Começa às 14h!

Biblioteca Temática em Direitos Humanos

Rua Inácio Monteiro, 6.900, 08474-335 São Paulo

13/09 (SP) – Eleições 2014: um programa para as mulheres

 

O Coletivo Feminismo sem Demagogia gostaria de convidar a todes para debater o programa feminista sob uma perspectiva classista no contexto das eleições de 2014. Para isso, convidamos três candidatas de organizações com as quais temos proximidade teórica e/ou prática para refletir sobre a intervenção no processo eleitoral e sobre as principais necessidades de mudança para as mulheres.
Destacamos que não apoiamos especialmente nenhuma candidatura, mas temos acordos parciais com algumas organizações que lançaram candidaturas de mulheres, e consideramos importante visibilizar e comparar seus programas, para balizar as discussões das demandas feministas.


O debate ocorrerá no dia 13 de setembro, às 14h, no sinsprev na Rua Antônio Godoy, nº 88 – 5º andar – Largo do Paissandú


Convidadas:
Arielli Tavares – PSTU
Isa Penna – PSOL
Lígia Fernandes – PCB

 

 

28/08 (PE) – I Seminário pelo Dia Nacional da Visibilidade Lésbica em Garanhuns


Será realizado, em Garanhuns, no próxima quinta-feira (28), o I Seminário pelo Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, que é vivenciado no dia 29 de agosto. O momento acontecerá no auditório da Universidade de Pernambuco (UPE), localizada na rua Capitão Pedro Rodrigues, nº 105, no bairro São José. A palestra será ministrada pela advogada, professora universitária e mestre em gênero de sexualidade, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Manoela Alves, e inicia às 19h30, tendo como tema “Gênero e Diversidade”.

Na ocasião, serão discutidos temas sobre a conscientização e aplicabilidade nas questões de gênero. A Secretária da Mulher de Garanhuns, Eliane Simões Vilar, fala sobre a finalidade do seminário: “A proposta é a luta pela inclusão, de um segmento da sociedade, que são as mulheres, independentemente de sua orientação sexual, para que se apropriem como sujeitos de direito, por contribuírem de forma igual com seus impostos e trabalho e se coloquem como protagonistas de sua bandeira”.

A mobilização é uma iniciativa da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do Governo Federal, em parceria com todos os demais organismos de Políticas Públicas para as Mulheres do Brasil. Em Garanhuns, é uma realização da Secretaria Municipal da Mulher, em parceria com o curso de psicologia da UPE. Os estudantes que participarem do seminário, receberão certificado de 5h para hora/aula.

 

Data: 28/08/2014
Local: Auditório da Universidade de Pernambuco (UPE),
Rua Capitão Pedro Rodrigues,
nº 105 –  São José.

Fonte: Assessoria da Prefeitura de Garanhuns

23/08 (PA) – Formação da Marcha Mundial das Mulheres – PARÁ

Mulheres*,
Dia 29 de agosto é comemorado o dia da Visibilidade Lésbica e Bissexual e antecipando a comemoração desse dia, neste sábado (23/08), haverá formação da MMM – PARÁ com a temática: Lesbiandade, Bissexualidade e o Feminismo que queremos.

Após a formação haverá o lançamento do Coletivo Lés.Bi da MMM- PARÁ, durante um sarau feminista loosho. Porque auto-organização é fun-da-men-tal!

Compareçam e convidem mais mulheres para participar dessa formação conosco. Tragam suas dúvidas, experiências, histórias, poesia e estratégias de luta. A nossa tarde terá muito bate-papo sobre a visibilidade lésbica e bissexual, a partir da nossa perspectiva feminista. Vamos nos empoderar para combatermos as opressões as quais estamos sujeitas.

Vem com a Marcha Mundial das Mulheres!

 

Sábado, às 16h, no Sind. dos Bancários: R. Vinte e Oito de Setembro, 1210 – Reduto, Belém

28/08 – ONU Mulheres realiza debate online ‘As Meninas’

Público poderá participar com perguntas ou comentários por meio de postagens na página do evento “Pequim+20: As Meninas” no Google+ da ONU Mulheres Brasil. As participantes são Ingrid Soto, Tainá Almeida e Rosangela Berman Bieler.

Imagem: reprodução

Os direitos das meninas estarão em debate online no terceiro “Hangouts Pequim+20”, promovido pela ONU Mulheres Brasil. A atividade acontecerá no dia 28 de agosto, das 14h30 às 16h, e poderá ser acompanhada ao vivo no link http://bit.ly/hangouts-asmeninas-pequim20

Três especialistas serão entrevistadas por três blogueiras. O público poderá participar com perguntas ou comentários por meio de postagens na página do evento “Pequim+20: As Meninas”, no Google+ da ONU Mulheres Brasil.

Ingrid SotoO debate “As Meninas” terá a participação de Ingrid Soto, estudante do Ensino Fundamental. Ela tem 12 anos, vive em Valinhos (SP) e está atenta aos acontecimentos mundiais ao ponto de querer atuar em causas humanitárias.

Aluna de escola pública, filha de uma técnica em segurança do trabalho e de um motorista de caminhão, Ingrid dedica parte de seu tempo para a música. Altamente ligada em tecnologia, a estudante considera que, diante do computador, “o mundo fica pequeno”. Pela Internet, acompanha as atividades do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em todo o mundo e visita semanalmente a sede das Nações Unidas.

Tainá AlmeidaNa interface gênero e raça, Tainá Almeida, coordenadora da equipe Rio de Janeiro do Coletivo Meninas Black Power, trabalha para afirmar a identidade racial de meninas, jovens e mulheres negras por meio da valorização dos cabelos crespos naturais. No último 25 de julho – Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha – as Meninas Black Power reuniram cerca de 500 pessoas, no clube negro Renascença, na segunda edição do Encrespando.

O grupo também realiza atividades educativas para o público infantojuvenil, a exemplo de contação de histórias e oficinas em escolas da Baixada Fluminense, e do Encrespinho. As Meninas Black Power – jovens mulheres negras – estão organizadas em grupos de trabalho nas áreas de educação, histórico política, comunicação, cultura, moda e beleza.

Rosangela Berman BielerA terceira convidada do “Hangouts Pequim+20: As Meninas” é Rosangela Berman Bieler, conselheira sênior de Crianças com Deficiência no UNICEF e chefe da Seção de Deficiência da instituição. Quadriplégica desde os 18 anos de idade, ela tem defendido os direitos das pessoas com deficiência há mais de 35 anos. Mora nos Estados Unidos desde 1995 e, antes de se unir ao UNICEF, trabalhou como consultora para o Banco Mundial, BID e outros organismos internacionais.

Dentre outras instituições, fundou o Instituto Interamericano sobre Deficiência e Desenvolvimento Inclusivo (IIDI), criado na década de 1990 para promover a inclusão política e socioeconômica na América Latina e nos países de língua portuguesa da África e Ásia. O IIDI teve um papel fundamental no desenvolvimento da Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CRPD).

 

Leia mais aqui: http://www.onu.org.br/onu-mulheres-realiza-debate-online-as-meninas-dia-28-de-agosto/

 

 

21/08 (BA): Seminário: Mulher, Negra e Empreendedora com mediação da jornalista Glória Maria

O Seminário abordará o universo empresarial feminino e negro através de palestra e Talk Show com mediação da jornalista Glória Maria

O evento

Empreender significa saber identificar oportunidades, agregar valor a elas e transformá-las em um negócio lucrativo. As dificuldades para empreender enfrentadas pelas mulheres negras afetam suas condições de competitividade, o desenvolvimento socioeconômico e o equilíbrio regional em vários setores da economia baiana. O Seminário Mulher, Negra e Empreendedora, uma realização do Sebrae e da Secretaria de Políticas para Mulheres do Estado da Bahia, aborda este universo empresarial feminino e negro através de palestras, exposição, apresentação cultural e um talk show com a jornalista Glória Maria.

Empresária, participe!

Data: 21 de agosto de 2014
Horário: 8h às 20h
Local: Fiesta Convention Center – Av ACM, 711, Itaigara, Salvador

Programação

Dia

08h00: Credenciamento
Exposição Mulheres do Benin (foyer)

09h00: Abertura do Seminário

09h30: Mística de Abertura
Ana Placidino (Coordenadora Nacional Rede KÔDYA)

10h00: O Protagonismo da Mulher Negra no Etnodesenvolvimento
Ana Placidino (Coordenadora Nacional Rede KÔDYA)

11h00: Políticas Públicas para as Mulheres Negras
Secretária de Políticas do Trabalho e Autonomia Econômica das Mulheres da Presidência da República

12h30: Intervalo – Almoço Livre

13h30: Case de Sucesso Mulher Empreendedora
Antonia Joyce Venâncio (Empresária – loja Preta Pretinha)

14h30: Oportunidades de negócios para as micro e pequenas empresas nas compras governamentais

Sebrae/BA
15h30:Moda e Estética Afro: Empreendedorismo e Ativismo Político
Carol Barreto – estilista e professora de Estudo de Gênero e Diversidade da UFBA
16h30: Moda e Confecção
NeGrif e NBlack
17h00: Intervalo

Noite

18h00: Talk Show Mulher, Negra e Empreendedora Mediação da jornalista Glória Maria
Convidadas:

Dadá (Empresária – Restaurante Tempero da Dadá)

Negra Jhô (Hair Stylist, referência em estética afro)

Michele Fernandes (Empresária – Boutique de Krioula)

Adriana Barbosa (Gestora de Eventos, idealizadora da Feira Cultural Preta)

Antonia Joyce (Empresária – loja Preta Pretinha)

20h00: Encerramento – Apresentação cultural das Filhas de Gandhy
Inscrições

As inscrições são gratuitas (mediante doação de 02 latas de leite que serão doadas às Voluntárias Sociais da Bahia no dia do evento)

Ficha de inscrição http://bit.ly/1oRAWsM

Vagas limitadas!

30 e 31/05 (SP) Seminário “Economia Feminista e os desafios para as políticas de autonomia das mulheres”

Seminário “Economia Feminista e os desafios para as políticas de autonomia das mulheres”

Nos dias 30 e 31 de maio, a SOF (Sempreviva Organização Feminista) irá realizar, em São Paulo, o Seminário “Economia Feminista e os desafios para as políticas de autonomia das mulheres”.

A economia feminista é uma ferramenta que contribui para organizar nossa visão sobre as transformações necessárias, tendo a igualdade como princípio articulador da sociedade que pretendemos construir. Quando refletimos sobre as políticas para as mulheres, nos interessa perceber tanto se elas são parte de um processo mais amplo de enfrentamento às desigualdades, como se contribuem para garantir a autonomia das mulheres sobre suas vidas. E a autonomia econômica das mulheres deve ser entendida como a capacidade das mulheres serem provedoras de seu próprio sustento, assim como das pessoas que delas dependem, e decidir qual é a melhor forma de fazê-lo.

O Seminário terá momentos de reflexão sobre economia feminista; debates sobre a realidade das mulheres e avaliação das políticas que incidem na autonomia econômica das mulheres, buscando identificar os desafios para o próximo período.

As inscrições podem ser feitas neste link até o dia 26 de maio (ou até que as vagas sejam preenchidas)

http://goo.gl/FpKTSK

Programação

Dia 30 de maio

9h – Abertura

10h – O Programa Bolsa Família e a autonomia das mulheres

Prof. Dra. Walquíria Leão Rego (UNICAMP).

14h – Avaliação e desafios para as políticas para as mulheres

Maria Fernanda Marcelino (SOF)

Valéria Gonelli (Ministério do Desenvolvimento Social – MDS/Governo Federal)

Maria Lúcia da Silveira (Assessora de Ações Temáticas da Secretaria de Políticas para as Mulheres/Prefeitura de São Paulo)

Dia 31 de maio

9h – Reflexões sobre a autonomia das mulheres a partir da economia feminista

Tica Moreno (SOF)

14h – Diagnóstico e desafios das políticas para as mulheres em São Paulo

Sonia Coelho (SOF)

16/05 (SP) Formação Aberta sobre Prostituição

 

O Núcleo de Mulheres de RI convida a todas e todos para discutir a questão da prostituição, focalizando a abordagem sobre a regulamentação, como o PL Gabriela Leite, e a formulação de políticas públicas, para dar continuidade à discussão iniciada na primeira rodada, realizada no último dia 30. A ideia é que seja um espaço horizontal e misto de discussão. Contaremos com a presença de:

– Betania, profissional do sexo atuante no movimento organizado da Associação Mulheres Guerreiras
– Cleone, sobrevivente da prostituição e militante da Marcha Mundial das Mulheres (MMM)

 

Sala 24 da Sociais – FFLCH – USP

 

Evento no facebook!