Arquivo da categoria: Oficinas

07/09 (SP) – Festa LYNDA + Lançamento do livro da Formiga “Eu-Lésbika”

Exibindo 10425847_855375414486209_115586549764928404_n.jpg
Gentas! Domingo tem Feira Lynda com lançamento do livro da Formiga, “Eu-Lésbika”!
Bora dançar, comer, beber, vender muamba e tomar sol na Minhocona!

ATIVIDADES:

▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼

LANÇAMENTO DO LIVRO EU-LÉSBIKA, DA FORMIGA

“A pequena-grande FORMIGA é poeta, negra, sapatão, periférica, anarquista, afro-punk, zineira, aprendiz de percussionista, praticante de capoeira, ativista, feminista. Por meio das suas escrituras propricia instaurar dimensões estéticas, éticas, políticas e pessoal no horizonte de um patriarcado urbano racial, usando e reinventando a palavra num exercício de constante resistência à colonização.”

▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲
▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼

FEIRA LYNDA

A Feira Lynda é um espaço para criar, viver e compartilhar cultura lesbiana sem precisar fazer carão, pagar caro ou ser maltratada.

Venda de:
Zines
Artes impressas
Camisetas
Comidinhas (veganas, sem glúten)
Bebidas

▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲
▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼

ENSAIA DA BLOCA

A Bloca das Peludas Agremiação Recreativa Anti-Acadêmicas Unidas convida para uma ensaia aberta de marchinhas ótimas.

▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲▲
▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼▼

E MAIS!

+ Discotecagem
+ Sol
+ Batismo Sapatão

Quanto?
De graça!

Onde?
Minhocona, perto do metrô Marechal Deodoro”
https://www.facebook.com/events/278882335636630/

10 a 14/09 (SP) – FESTIVAL CCJ DE CULTURA LATINA

Entre os dias 10 e 14 de setembro, o CCJ – Centro Cultural da Juventude realiza seu primeiro Festival CCJ de Cultura Latina. Entre as atrações estão a cantora chilena Ana Tijoux, a dançarina e rapper espanhola Indee Styla, e o show Divas do HipHop que reúne 10 MC’s brasileiras no mesmo palco, entre elas Yzalú, Amanda NegraSim, Livia Cruz, Karol de Souza e Pamelloza Carvalho. Além de música e dança, o Festival CCJ de Cultura Latina terá apresentações de teatro, performances, aulão de culinária boliviana, uma feira gastronômica e exibição de longas e curtas metragens produzidos por latinos.

De 10 a 14/09, quarta a domingo. CCJ.

Confirme presença no evento do facebook: www.facebook.com/events/1455240908077276.

BANDA AZUKAR ABRE O FESTIVAL CCJ DE CULTURA LATINA

A Banda Azúkar  inspira-se no Pop, reggaeton, Merengue e Zouk e trás em sua trajetória profissional três participações em novelas  – “Páginas da Vida”, “Viver a Vida” e “ flor do Caribe” – com músicas de autoria própria e de muito sucesso no Brasil e América Latina.  O compromisso da banda é apresentar o melhor da música pop e pop latina, buscando inspiração em nomes como Célia Cruz, Oscar de León, entre tantos outros que revolucionaram o estilo latino entre as décadas de 70 e 80.

Dia 10/09, quarta, 20h. Área de Convivência.

Livre para todos os públicos. 200 lugares. 60 minutos. Não é necessário retirar ingresso.

OFICINA DE EMPANADA NO I FESTIVAL CCJ DE CULTURA LATINA

A Empanada, na Espanha e em quase todos os países da América Latina, é similar ao pastel português, uma preparação individual de massa de farinha recheada e assada no forno ou frita. Estas iguarias derivam do hábito de rechear pão para fazer as refeições da jornada dos trabalhadores do campo ou dos viajantes.

“Empanar” significa “transformar em pão”. Há variadas versões de empanada: a argentina, uruguaia, peruana, boliviana… O recheio pode ser de carne, queijo, aves, pescado, vegetais ou frutas.

A oficina será dada por Heber Chavez que trabalha no ramo alimentar há mais de 20 anos e é filho de pai boliviano.

Dia 11/09, quinta, 15h. Cozinha Experimental

Não recomendado para menores de 12 anos. 20 vagas. 180 minutos. Inscrições na recepção do CCJ ou online em www.inscricoes.ccj.art.br.

OFICINA MANUAL E GUIA DO PALHAÇO DE RUA

Direcionada a artistas ou futuros artistas que desejem descobrir os segredos do palhaço de rua, orientada ao trabalho individual e para espaços não convencionais com as seguintes formas de expressão: palavra, gesto, som, ruído, ação  e movimento.

Dia 11/09, quinta, das 15h às 19h. Área de Convivência.

Não recomendado para menores de 14 anos. Não é necessária inscrição prévia.

CHACOVACHI, CUIDADO UM PALHAÇO MAU PODE ARRUINAR TUA VIDA

O espetáculo estrelado pelo palhaço argentino, Chacovachi, se passa em um mundo cheio de contrariedades, inocência, acidez, conformismo e rebeldia. A peça mostra um palhaço autêntico em sua luta para entreter sem estupidificar. É um espetáculo para adultos onde crianças são muito bem vindas.

Direção, concepção e atuação: Fernando Cavarozzi (Chacovachi).

Dia 11/09, quinta, 19h30. Área de Convivência.

Livre para todos os públicos. 60 minutos. Não é necessário retirar ingresso.

DIVAS DO HIP-HOP

Divas do Hip-Hop é um projeto ousado e inédito no Brasil que reúne MC’s  para cantarem suas composições próprias e interpretarem músicas já conhecidas do rap nacional, na companhia de uma banda também composta só por mulheres. Participam do projeto: Yzalú, Amanda NegraSim, Lívia Cruz, Karol de Souza, Pamelloza Carvalho, Stefanie Roberta, Tássia Reis, Lua Rodrigues e Cris SNJ.

Dia 12/09, sexta, 20h. Arena.

Livre para todos os públicos. 90 minutos. 500 lugares. Não é necessário retirar ingresso.

COMIDA DE RUA COM SABOR LATINO

O CCJ convida chefs de comida de rua a montarem barraquinhas no Mirante do Centro Cultural durante o Festival CCJ de Cultura Latina. Será possível experimentar empanados, salteados, ceviches e vários outros sabores latinos.

Dia 13/09, sábado, das 11h às 16h. Mirante.

Livre para todos os públicos. 500 lugares. Não é necessário retirar ingresso.

OFICINA DE STREET DANCE

A coreógrafa e cantora de rap espanhol Indee Styla está em sua terceira passagem pelo Brasil. Durante o Festival CCJ de Cultura Latina, ela dará uma oficina de Street Dance.

Com Indee Styla.

Dia 13/09, sábado, 15h. Espaço Sarau.

Não recomendado para menores de 14 anos. 180 minutos. 20 vagas. Dançarinos intermediários ou avançados. Inscrições a partir do dia 2/09 na recepção do CCJ e online em http://www.inscricoes.ccj.art.br. Haverá seleção.

MC ESPANHOLA INDEE STYLA APRESENTA DISCO NOMADA

A coreógrafa e cantora de rap espanhol Indee Styla está em sua terceira passagem pelo Brasil. Durante o Festival CCJ de Cultura Latina, além de uma oficina de Street Dance, ela apresentará o show do seu mais novo álbum Nomada, lançado agora em 2014.

Dia 13/09, sábado, 20h30. Área de Convivência.

Livre para todos os públicos. 90 minutos. Não é necessário retirar ingresso.

CHILENA ANA TIJOUX ENCERRA O FESTIVAL CCJ DE CULTURA LATINA

Ana Tijoux é uma cantora franco-chilena que começou rimar ainda adolescente nos guetos de Santiago, ganhando reconhecimento na cena hip-hop local no final dos anos 90, com o grupo Makiza. Possui sete discos lançados, sendo os quatro últimos trabalhos solo. Ana é hoje considerada uma das principais MC’s da América Latina, e foi indicada ao prêmio Grammy em 2012. No CCJ, ela apresenta o show de seu quarto CD solo, o Vengo.

Dia 14/09, domingo, 19h. Área de Convivência.

Livre para todos os públicos. 90 min. Não é necessário retirar ingresso.

21/08 (BA): Seminário: Mulher, Negra e Empreendedora com mediação da jornalista Glória Maria

O Seminário abordará o universo empresarial feminino e negro através de palestra e Talk Show com mediação da jornalista Glória Maria

O evento

Empreender significa saber identificar oportunidades, agregar valor a elas e transformá-las em um negócio lucrativo. As dificuldades para empreender enfrentadas pelas mulheres negras afetam suas condições de competitividade, o desenvolvimento socioeconômico e o equilíbrio regional em vários setores da economia baiana. O Seminário Mulher, Negra e Empreendedora, uma realização do Sebrae e da Secretaria de Políticas para Mulheres do Estado da Bahia, aborda este universo empresarial feminino e negro através de palestras, exposição, apresentação cultural e um talk show com a jornalista Glória Maria.

Empresária, participe!

Data: 21 de agosto de 2014
Horário: 8h às 20h
Local: Fiesta Convention Center – Av ACM, 711, Itaigara, Salvador

Programação

Dia

08h00: Credenciamento
Exposição Mulheres do Benin (foyer)

09h00: Abertura do Seminário

09h30: Mística de Abertura
Ana Placidino (Coordenadora Nacional Rede KÔDYA)

10h00: O Protagonismo da Mulher Negra no Etnodesenvolvimento
Ana Placidino (Coordenadora Nacional Rede KÔDYA)

11h00: Políticas Públicas para as Mulheres Negras
Secretária de Políticas do Trabalho e Autonomia Econômica das Mulheres da Presidência da República

12h30: Intervalo – Almoço Livre

13h30: Case de Sucesso Mulher Empreendedora
Antonia Joyce Venâncio (Empresária – loja Preta Pretinha)

14h30: Oportunidades de negócios para as micro e pequenas empresas nas compras governamentais

Sebrae/BA
15h30:Moda e Estética Afro: Empreendedorismo e Ativismo Político
Carol Barreto – estilista e professora de Estudo de Gênero e Diversidade da UFBA
16h30: Moda e Confecção
NeGrif e NBlack
17h00: Intervalo

Noite

18h00: Talk Show Mulher, Negra e Empreendedora Mediação da jornalista Glória Maria
Convidadas:

Dadá (Empresária – Restaurante Tempero da Dadá)

Negra Jhô (Hair Stylist, referência em estética afro)

Michele Fernandes (Empresária – Boutique de Krioula)

Adriana Barbosa (Gestora de Eventos, idealizadora da Feira Cultural Preta)

Antonia Joyce (Empresária – loja Preta Pretinha)

20h00: Encerramento – Apresentação cultural das Filhas de Gandhy
Inscrições

As inscrições são gratuitas (mediante doação de 02 latas de leite que serão doadas às Voluntárias Sociais da Bahia no dia do evento)

Ficha de inscrição http://bit.ly/1oRAWsM

Vagas limitadas!

25 e 29/07 – RJ – Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha

diamulher

https://www.facebook.com/camtra.cmt

25 e 29/07

“Convidamos para nossas atividades em celebração ao dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha – 25 de Julho!

Através da nossa Barraca de Direitos, estaremos na Saara (Av. Passos, esquina com Rua da Alfândega) no dia 25, das 11h as 15h, oferecendo aulas públicas com a distribuição de materiais informativos, preservativos, o nosso calendário que homenageia a guerreira Carolina de Jesus e oficina de turbantes!!!! 

Faz parte também da nossa programação, uma roda de conversa no dia 29, as 18h, sobre feminismo negro, aqui na sede da Camtra, que contará com as intervenções da Profª Vilma Piedade e a presença do Fórum Estadual de Mulheres negras do RJ!

Segue o convite! Contamos com a presença de vocês!!!!”

25 e 26/07 – SP – Virada Cultural Mulher Negra e Cia – Dia Internacional da Mulher Negra

MULHERNEGRA

https://www.facebook.com/events/607532825984211/?ref_dashboard_filter=upcoming

25 e 26/07

R. Belmiro Braga, 119 – Pinheiros  – SP
11 30345703 – http://www.centroculturalrioverde.com.br

Exposição de Artes, Amostra de Filmes; Exposição de Livros e Artigos Africanos; Show de samba; Expo Mulher Negra e Cia; Dança; Shows Pé na África, Negra Li, Ivo Meirelles, Ivison Pessoa e Banda; Dj Jorge de Sá e DeejayDony; Praça de Alimentação, barraca de acarajé; Oficinas de moda, beleza, maquiagem, amarração de turbante; e workshop de produção cultural…tudo isso em 24 horas e em todas os espaços do CC Rio Verde, começando no dia 25.07 às 10hs e terminando 26.07 às 20hs.

CRONOGRAMA DAS APRESENTAÇÕES/ATRAÇÕES: 

25 de julho
9h45 – Abertura ao público

– Teatro 
10h – Curso de produção Cultural (MINC)
13h – Almoço
14h – Retorno do curso
18h – Início da mesa de debate
20h – Entrega dos certificados
23h – Abertura e apresentação de dança Afro
– DeejayDony
– Show Negra Li
– DeejayDony – Encerra a pista
– 5hs – Encerramento do evento.

– Sala Multiuso
Expor Mulher Negra e Cia
25.07 – inicia às 12h
26.07 – término às 21h

– Estúdio 
14h às 19h – Amostra de filmes

– Coreto
10h às 17:30h – Capoeira, grafite, dança (Oficinas) 

– Pátio
10h – Exposição de Livros e artigos Africanos

26 de julho – continuação do evento

5h – sopa e café da manhã(encerramento do dia 25)

– Teatro 
10h – Abertura do espaço com exposição

– Coreto
13h – DeejayDony
13h30 – Show Ivison e banda
15h00- DeejayDony convida DJ Jorge de Sá 
16h00 – Bukassa e Banda Mutoto
17h30 – DeejayDony
18h15 – Show Ivo Meirelles
19h45 – DeejayDony
20h00 – Encerramento

– Sala Multiuso
Expor Mulher Negra e Cia
2507 – inicia às 12h
26.07 – término às 21h

Entrada antecipada (Ingresso válido para um dia):
R$ 20,00 Mulher
R$ 25,00 Homem

Passaporte (ingresso válido para os dois dias):
R$ 35,00 Mulher
R$ 45,00 Homem

Entrada na porta:
R$ 25,00 Mulher
R$ 30,00 Homem

Dia Internacional da Mulher Negra, um evento que você não pode perder!

26/04 (SP) – EDIT-A-THON DAS MINAS: Maratona de edição das páginas de grandes mulheres na Wikipedia

editathon olga2

A internet não gosta das mulheres. É verdade e já explicamos um dos porquês aqui. Então que tal lutar para tentar, aos poucos, muda esse cenário? Convido a todas (os) a participar do EDIT-A-THON DAS MINAS, dia 26 de Abril, e aumentar o conteúdo sobre o universo feminino na Wikipedia brasileira. Inscreva-se gratuitamente no Cinese.

O que é um edit-a-thon? 

É uma maratona de 8 horas de edição das páginas da Wikipedia em português. Interessadas (e interessados também) aprenderão a usar a ferramenta de publicação e, durante o dia inteiro, irão acessar os perfis de grandes mulheres e gerar novo conteúdo e informações.

Por que fazer um edit-a-thon?

A Wikipedia, ferramenta aberta de democratização do conhecimento, permite que qualquer pessoa crie tópicos, edite artigos e ajude a espalhar informações corretas pela web. Mas apesar de ser uma ferramenta pública e extremamente popular, estima-se que apenas 13% dos editores da enciclopédia online sejam mulheres. O resultado disso é que muitos tópicos do universo feminino são esquecidos.

Exemplos:
– A da Lovelace, mãe da programação, tem uma página em português muito menor do que a em inglês. E a em inglês é muito menor também do que a do Alan Turing, um dos pioneiros da ciência da computação.

– Vamos para tempos modernos. A página da Lena Dunham, atriz que trouxe toda uma nova e importante discussão sobre padrões de beleza na TV, tem cinco linhas. CINCO. Nós já escrevemos mais sobre a atriz aqui neste blog do que o disponível na Wiki.

– A página da Gabriela Leite é minúscula também, se comparada a todo o trabalho que ela fez em vida. Não é lamentável?

editathon olga

A nossa proposta é criar grupos temáticos (arte, cinema, esporte, ciência, mulheres com deficiência, política, história, etc) para que todas as (os) participantes possam se identificar com as edições.

Dá trabalho? Dá. Mas é uma chance de gerar mudanças para valer!

Parece insignificante? Bem, não é mesmo! A Wiki é o primeiro resultado que aparece no Google quando fazemos uma pesquisa. É uma das portas de entrada para o conhecimento sobre algo/alguém.

Mais boas notícias: o edit-a-thon será feito em um co-working space cujos proprietários não nos cobrarão nada (no fim do evento, é possível doar algo, 1 real mesmo, se achar válido. Mas não é obrigatório, claro!). É possível que teremos a companhia de uma pessoa da Wikipedia para nos orientar sobre a edição.

Traga seu notebook, sugestões e boa vontade e venha espalhar conhecimento com a gente!

07/03 (SP)- Lançamento do Livro “Perifeminas II – Sem Fronteiras”

https://gm1.ggpht.com/sYkNHRoPaA2RmCKhJycl88FwDNviHI6PbJ5ovXoDVEdWTFGb86wKFbwIaZ3fD-qLiojIWTBOs98oG_Aii9xwJy2NwkuHp7OhLgGVg-ZfM1-B-o2vXKoYu4JTqwGzYZ6WU5fpl9mijg80Xszi2H4wEGeyBknV11bJW-IFs8cE5L0MRP1DTUOhWfDXIxL_YSz25cQx0LO9sR8tpfZfFPAM_zAieIE5DaRdYvNI0ITcTmy9ytSnyuBq0H2w8QalU1i0568Qqrbb39DpamexJB2Cz9eFG-Q-207_r746DBJGQB1pWjIa8_foSmXjmszl9gdE49imDTPmkARP0AyB4i4ys98phpVoFpyA_BLZRlmM_hlcRr3I3TcZyE-in6xoF-rShbonPZfPvm0-1dDqRmMoyq69ZKs48IiTwCr2OgubhTkiwmlBVF_9zR29uETgNK3ABjB2dTmAiF9LeGalFOWZSpfFoCZHJCykM1Mro7C9GS5aBwQz4SUTJqbsRlV5bJ5lefa7oPVJMntxzK8CQE3gx0fF1bzDM8dkwp5e=w1323-h660-l75
É com grande satisfação que convidamos a todas para o lançamento do Livro Perifeminas II – Sem Fronteiras, que acontecerá no dia 07.03.14 das 19hs as 21hs na Ação Educativa (Rua General Jardim, 660 – Centro de São Paulo).

Perifeminas II – Sem Fronteiras

Idealizado pela Frente Nacional de Mulheres no Hip Hop (FNMH2), o livro Perifeminas II – Sem Fronteiras é um compilado de histórias que inclui poesias, contos, desabafos e relatos das mulheres que fazem parte da cultura Hip Hop. O livro, que teve o seu primeiro volume lançado no no passado (Perifeminas – Nossa História), agora traz como novidade, a participação de 13 mulheres de outros países.

Os diversos textos das 52 autoras que participam do projeto, contam vivências de anos de luta pelo movimento Hip Hop, que incluem o ativismo social, feminismo, e valorização dos cinco elementos. Participam MC’s, B.Girls, D’Jéias, Graffiteiras, além de escritoras, poetizas e militantes.

Além disto, o conteúdo apresenta pesquisa histórica elaborada por Jessica Balbino, sobre a participação da mulher na literatura marginal e periférica do Brasil.
A arte da capa foi feita pela ilustradora Caju e a diagramação pela grafiteira Riska. O projeto Perifeminas é financiado pelo Programa VAI, tendo Jô Maloupas como proponente, coordenação Editorial de Lunna Rabetti, Revisão de Priscilla Vierros e Vanessa Soares e Tradução de Miwa, todas da Frente Nacional de Mulheres no Hip Hop.

08/03 (SP) – Especial Março Mulher – 100 anos de Carolina Maria de Jesus

ESPECIAL MARÇO MULHER

O projeto “Março Mulher” pretende criar espaços de debates que olhem para a construção de políticas públicas, discutindo assim, a relação da mulher em diversos espaços na sociedade.

DIÁLOGO SOBRE GESTAÇÃO

Com Adriana Giorgione.

Dia 08 e 14/03, sábado e sexta, 10h. Mirante.

Livre.

FEIRA CULTURAL SOLIDÁRIA

Serão 20 expositores com venda de fotografias, artes plásticas, artesanato, CD produzido por mulheres.

Dia 8/3, sábado, das 10h às 18h. Área de Convivência.

RODA DE CONVERSA | POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS MULHERES

Criação e desenvolvimento de novas ações de políticas públicas para a juventude feminina, negra, indígena, quilombola e periférica.

Palestrantes: Nataly Cano, Representante Colombiana dos Quilombos da América Latina;

Márcia: (nome indígena Guarani YVAPOTUJU) Representantes das duas aldeias localizadas no Pico do Jaraguá, Aldeia Tekoa Pyau e Tekoa Ytu;

Rejane Romano: Jornalista especialista em Mídia, Comunicação e Cultura e Professora da Faculdade Zumbi dos Palmares

Mediadora: Jovem Monitora Cultural CCJ.

Dia 8/3, sábado, 15h. Área de Convivência.

Livre. Não é necessário fazer inscrição.

14/02 (SP)- Tecnologias livres, Mulheres autônomas!

Dia 14 de fevereiro, sexta-feira
Tecnologias livres, Mulheres autônomas!
18h30 – Bate-papo sobre Software Livre, segurança na rede e uso político feminista da internet.
Logo na sequência: Oficina Liberte seu Computador – instalação de software livre 😉
+ CERVEJINHA BARATA + MÚSICA BOA (LEVE SEU PENDRIVE OU CD!)
 
“Para nós mulheres é fundamental nos apropriarmos desse tipo de tecnologia. Assim como o feminismo, o software livre possui um potencial emancipatório que pode nos libertar do controle que grandes indústrias tecnológicas exercem sobre nós; deixaremos de ser simplesmente consumidoras de tecnologia para ter controle sobre ela.
 
O software livre é um campo de luta feminista que nos permitirá criar tecnologias justas e igualitárias, que nos incluam em sua linguagem e visibilizem, através delas, o papel das mulheres no mundo tecnológico”. (Liliana Cruz – http://marchamulheres.wordpress.com/2013/10/17/feminismo-e-software-livre/)
De acordo com as últimas estatísticas, apenas 1,5% das pessoas envolvidas no desenvolvimento de software livre são mulheres. Nós da Marcha Mundial das Mulheres achamos que a disputa por um mundo igualitário para mulheres e homens têm a ver diretamente com a construção de outras relações, que sejam feministas, livres, colaborativas e solidárias. 
 
Se você já ouviu falar do software livre, mas não sabe muito bem pra que serve e como funciona, essa é sua chance! Vamos trocar ideias sobre a importância de se utilizar essa tecnologia livre (não proprietária) para o feminismo anti-capitalista! Se você curtir a ideia, a gente instala, junto com você, na hora, o software livre no seu computador!

Quando: sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

18h30 – Início do bate-papo sobre Software Livre, segurança na rede e uso político feminista da internet.
Logo na sequência: Oficina Liberte seu Computador – instalação de software livre 😉
 
+ CERVEJINHA BARATA + MÚSICA BOA (LEVE SEU PENDRIVE OU CD!)

Onde: SOF – Sempreviva Organização Feminista

Rua Ministro Costa e Silva, 36 – Pinheiros – tel. (11) 3819-3876

(esta rua é uma travessa da Mourato Coelho e é paralela à Inácio Pereira da Rocha)

07,08 e 09/05 (RS) -VII Congresso Internacional de Estudos sobre a Diversidade Sexual e de Gênero da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura – ABEH

VII Congresso Internacional de Estudos sobre a Diversidade Sexual e de Gênero (ABEH).

 

O VII Congresso Internacional de Estudos sobre a Diversidade Sexual e de Gênero da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura – ABEH, por deliberação da última assembléia geral realizada em Salvador, recortou o enfoque no tema da educação e suas intersecções com as questões do gênero, da sexualidade e das políticas públicas. Daí o título específico do congresso: Práticas, pedagogias e políticas públicas. Sua realização coincide com os 10 anos de existência do Programa Brasil Sem Homofobia bem como com os 10 anos de criação da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI) do Ministério da Educação (MEC).

 

Saiba mais em: http://abehcongresso2014.com.br/apresentacao/