Arquivo da tag: debate

29/05 (SP) – Debate: “Os rumos da esquerda” com Vladimir Safatle, Luciana Genro e Ruy Braga

 

Junho de 2013 foi um marco para o Brasil. As manifestações que tomaram as ruas do país abriram as portas de nossa história à contestação e recolocaram as lutas dos trabalhadores com protagonismo na construção da política no país. Nesse cenário são imensos os desafios da esquerda que não teme dizer seu nome. Como traduzir as lutas sociais em lutas políticas? Como a nova esquerda deve se portar para dar estar à altura das novas lutas? Por onde passa o projeto socialista e democrático dos novos tempos? Mais do que um convite à reflexão, esse debate é a abertura de um diálogo à serviço de uma ação política renovada que coloque as rédeas do destino do país nas mãos de seu povo.

Quinta-feira, 29/05,  às 17h no vão do meio da FFLCH-USP (cidade Universitária)

14/03 (SP) – Copa, ame-a ou deixa-a: 50 anos do golpe

Nessa sexta-feira, o Juntos organizará o ato-debate “Copa, ame-a ou deixe-a: 50 anos do golpe”. Após um ano de 2013 em que a juventude e o povo tomaram as ruas exigindo mais direitos, os governos agora se articulam para atacar as manifestações e as liberdades democráticas. Para garantir os lucros da FIFA e de seus patrocinadores, diversas medidas de exceção têm sido e serão tomadas na Copa do Mundo. Mais grave: para calar os que não aceitam as imposições e a truculência dos donos do poder, parlamentares da base do governo e da oposição se articulam para aprovar uma lei “antiterrorismo”, que pode levar manifestantes à prisão de 14 a 30 anos! Um absurdo, que relembra os piores momentos da “doutrina de segurança nacional” da ditadura militar.

Para denunciar estas medidas e o recrudescimento da repressão nas manifestações, ocuparemos a Praça Roosevelt, em São Paulo, às 18 horas, na sexta-feira 14/03. O ato-debate contará com as presenças, entre outros, de Jean Wyllys (deputado federal PSOL-RJ), Luciana Genro, Leonardo Sakamoto, Jorge Souto Maior (jurista, professor da Faculdade de Direito da USP), Carlos Giannazi (deputado estadual PSOL-SP), Padre Julio Lancellotti (Pastoral de Rua, militante de direitos humanos) e de movimento e coletivos como Fora do Eixo, MTST e Uneafro. Participe!

 
Convide os amigos, confirme presença e compartilhe o evento!
https://www.facebook.com/events/653908958004124/?ref=2&ref_dashboard_filter=upcoming
Saiba mais no site do Juntos: http://juntos.org.br/2014/03/nesta-6a-ato-debate-copa-ame-a-ou-deixe-a-50-anos-do-golpe-tomara-a-praca-a-roosevelt/

Esse debate será também uma atividade pré-Festival Acampada. Saiba mais e confirme presença em https://www.facebook.com/events/636665629703897/

16/02 (Sto André) – Cine Pedagogia Libertária – La Educacion Prohibida

A escola atual desempenha um papel importante na dominação das pessoas.
Se somos ensinadxs desde pequenxs a obedecer e não pensar, como vamos ter uma critica a isso?
Além do que, chega a ser um tipo de crueldade privar xs crianças de desenvolver seus potenciais, de sua autonomia, de uma visão de mundo que possa torna-lxs livres, ou ao menos saber que a liberdade é possivel.
Algumas pedagogias já existem e outras estão se formando com esse objetivo, e cada vez mais a importância desse tema nos faz pesquisa-lo e tentar desenvolve-lo na teoria e na pratica..

Sinopse:

La Educación Prohibida é um documentário que se propõe questionar as lógicas da escolarização moderna e a forma de entender a educação,dando visibilidade para experiências educativas diferentes, não convencionais que cultivam a necessidade de um novo paradigma educativo.

A La Educación Prohibida é um projeto realizado por jovens que partiram da visão de quem aprende e embarcaram em uma pesquisa que cobre 8 países realizando entrevistas a mais de 90 educadores de propostas educativas alternativas. O filme foi financiado coletivamente graças ao centro de coprodutores e tem licença livre que permite e encoraja sua cópia e reprodução.

A La Educación Prohibida se propõe alimentar e disparar um debate social reflexivo acerca das bases que sustentam a escola, promovendo o desenvolvimento de uma educação integral centrada no amor, no respeito, na liberdade e na aprendizagem.

A escola tem mais de 200 anos de existência e é considerada a principal forma de acesso à educação. Hoje em dia, a escola e a educação são conceitos amplamente discutidos em foros acadêmicos, políticas públicas, instituições educativas, meios de comunicação e espaços da sociedade civil. Desde sua origem, a instituição escolar tem estado caracterizada por estruturas e práticas que hoje são consideradas obsoletas e anacrônicas.Dizemos que não acompanham as necessidades do século XXI.Sua principal falência se encontra em um projeto que não considera a natureza da aprendizagem, a liberdade de compreender a importância do amor e dos vínculos humanos no desenvolvimento individual e coletivo

A partir destas reflexões críticas surgem , ao largo dos anos, propostas e práticas que pensaram e que pensam a educação de uma forma diferente. “La Educación Prohibida” é um documentário que propõe recuperar muitas delas , explorar suas ideias e visibilizar experiências que se atrevem a trocar as estruturas do modelo educacional da escola tradicional.

Mais de 90 entrevistas a educadores, acadêmicos, profissionais, autores, pais e mães envolvendo 8 países de Iberoamérica, passando por 45 experiências educativas não convencionais; mais de 25.000 seguidores nas redes sociais antes de sua estréia e um total de 704 coprodutores que participaram em seu financiamento, convertendo a La Educación Prohibida em um fenônemo único. Um projeto totalmente independente de uma magnitude inédita que dá conta da necessidade latente do crescimento e surgimento de novas formas de educação

Rua Alcides De Queirós, Santo André